| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Infonline Chopotó!
Desde: 13/04/2009      Publicadas: 92      Atualização: 15/11/2011

Capa |  Artesanatos e outras artes  |  Cadastramento de notícias  |  Cipotânea - Fatos & Fotos  |  Congada  |  Descobertas  |  economia  |  Escolas  |  Espaço e ideias  |  fatos & contos  |  História da Regiäo Xopotó  |  Mande sua notícia  |  Política e Projetos!  |  Reconhecimentos geografia etcs


 Descobertas

  08/08/2009
  0 comentário(s)


Um Circuito Turístico é composto por municípios próximos entre si, que se associam em função de interesses e possibilidades de explorar turisticamente seus respectivos patrimônios históricos, culturais e naturais, assim como outros bens afins.

Um Circuito Turístico é composto por municípios próximos entre si, que se associam em função de interesses e possibilidades de explorar turisticamente seus respectivos patrimônios históricos, culturais e naturais, assim como outros bens afins. É indispensável que pelo menos um desses municípios disponha da infra-estrutura necessária para receber turistas, de modo que estes, a partir dali, possam desfrutar os atrativos dos demais.

Em Minas Gerais, a idéia de se agrupar municípios em Circuitos Turísticos nasceu da necessidade de explorar melhor o potencial do Estado nesse setor. No final dos anos de 1990, à medida que se estimulavam as tradicionais cidades e localidades turísticas de Minas a promover uma revisão de seus posicionamentos e ações em relação ao turismo, vislumbrava-se a geração de oportunidades também para os municípios vizinhos. Estes passariam não só a explorar suas respectivas potencialidades, mas também a contribuir para a diversificação da atratividade e ou da infra-estrutura turística de sua região.


Paralelamente, a atenção dos municípios se voltava para um interesse em comum: buscar, na atividade turística, alternativas para alcançar o desenvolvimento auto-sustentável. Fortalecia-se, assim, o estímulo a uma forma de associativismo que resultaria no Circuito Turístico.

O circuito foi visto, então, como meio para se estruturar melhor a atividade turística municipal e regional, para atrair mais turistas a determinada região e estimular sua permanência ali por um tempo maior e, conseqüentemente, o movimento do comércio e dos serviços turísticos. Percebeu-se que a proximidade entre determinados municípios, a despeito de suas afinidades ou diferenças, significava novas possibilidades em relação ao desenvolvimento turístico.

Viu-se também que, por meio do associativismo firmado, os respectivos atrativos, equipamentos e serviços turísticos se complementariam e enriqueceriam, sobremaneira, a oferta turística regional, com expressivos ganhos para os turistas e as comunidades envolvidas. Para os turistas, as visitas se tornariam mais diversificadas e atraentes. Para as comunidades, haveria novas possibilidades em relação a trabalho e renda, com reflexos positivos na qualidade de vida.
Diversas regiões de Minas apostaram nessa estratégia e vêm se mostrando muito empenhadas no alcance de seus objetivos. Mediante o associativismo, buscam superar as dificuldades e vislumbram novos horizontes, atentando-se para todos os aspectos que representam oportunidades.





Capa |  Artesanatos e outras artes  |  Cadastramento de notícias  |  Cipotânea - Fatos & Fotos  |  Congada  |  Descobertas  |  economia  |  Escolas  |  Espaço e ideias  |  fatos & contos  |  História da Regiäo Xopotó  |  Mande sua notícia  |  Política e Projetos!  |  Reconhecimentos geografia etcs
Busca em

  
92 Notícias